Rafinha, grande vencedor do Big Brother Brasil 8!

Confesso que estava torcendo por Rafinha desde o começo do programa e fiquei imensamente feliz com o resultado final! Desejo sucesso e juizo para ele aproveitar este dinheiro! rsss….

Abaixo um videozinho com os melhores momentos do Rafinha no jogo….e a trilha sonora é do próprio milionário! Sucesso, Rafinha!!!!

Para ficar na memória, olha aí a abertura desta oitava edição do maior reality show do Brasil:

Entenda um pouco do Big Brother…. achei esse texto bem interessante pois explica o funcionamento do jogo, da casa e conta um pouquinho de outras edições do reality show:

Big Brother Brasil O Big Brother Brasil (BBB) é um reality show da Rede Globo que teve a sua primeira edição realizada em 2002. É a versão brasileira do reality show Big Brother, que teve a sua primeira edição realizada em 1999 na Holanda.

O nome do programa deve-se à novela escrita em 1949 por George Orwell, “1984″, no qual o Grande Irmão (Big Brother) é o líder que tudo vê da distópica Oceania. O programa consiste no confinamento de um número de participantes (na maioria das edições, 14 ao todo) em uma casa cenográfica sendo vigiados por câmeras 24 horas por dia, sem conexão com o mundo exterior.

Os participantes não podem falar com seus parentes e amigos, não podem ler jornais ou usar de qualquer outro meio para obter informações externas. O objetivo do programa, diferentemente do similar Casa dos Artistas, é eleger como heróis pessoas “normais”.

A cada semana um competidor é eliminado por votação popular, até que fique somente o grande vencedor. Originalmente o prêmio para o vencedor era de quinhentos mil reais. Da quinta edição em diante, o prêmio foi aumentado para um milhão de reais.

Também há prêmios menores para outros dos primeiros colocados e um prêmio de participação para cada um dos competidores que não tiver desistido. Outros prêmios (geralmente não em dinheiro) oferecidos por patrocinadores são disputados esporadicamente ao longo do programa.

A casa conta com quatro quartos, sendo três de todos os participantes e um exclusivo do líder, que conta com televisão, DVD player, frigobar e outras mordomias. Excluindo a primeira edição do programa, quando os quartos eram identificados por cores, as edições seguintes costumaram adotar decorações temáticas, como “zen“, “tropical“, “urbano“, “2 Filhos de Francisco” e “TV Colosso“. Na terceira edição do programa os quartos seguiam uma classificação por estrelas conforme seu tamanho e conforto.

O confessionário é uma sala especial e reservada (somente entra um participante por vez) e lá são feitas as votações individuais, conversas com os psicólogos e com a direção do programa e a movimentação da conta bancária, via caixa eletrônico.

Depois de um breve confinamento em um hotel, os participantes são levados em carros à casa cenográfica, onde são recebidos pelo apresentador Pedro Bial. Iniciado o jogo, feitas as apresentações iniciais, faz-se uma prova na qual o vencedor passa a ser o líder da semana. Daí em diante, a cada semana é realizada uma nova prova para a seleção de um novo líder (é possível a um concorrente assumir a liderança por mais de uma vez).

O líder é imunizado, isto é, não pode ser eliminado, e tem a obrigação de indicar em aberto um participante que irá ao paredão (isto é, será um dos candidatos à eliminação por votação). Os outros concorrentes, um a um, indicam o segundo candidato ao paredão no confessionário (cabine isolada dos outros participantes). Os telespectadores escolhem o eliminado por telefone e pela internet. O procedimento é repetido todas as semanas até o fim do programa.

O maior motivo de intrigas envolve as escolhas para o paredão. Em todas as edições foram testemunhadas a criação de grupos (comumente chamados de “panelinhas”), entre alguns participantes, para combinarem o voto. Esses grupos são variados, formados por amigos próximos dentro do programa ou então por homens contra mulheres. Visto que o líder é o único a votar abertamente, muitas vezes o escolhido se desentende com ele.

Big Brother Brasil

Até o presente momento foram realizadas sete edição do Big Brother Brasil. Apenas as duas primeiras aconteceram no mesmo ano, 2002, com pouco mais de um mês entre uma edição e outra. Todas as outras edições a partir da terceira passaram a ser realizadas uma a cada ano. Estima-se que sejam realizadas edições até pelo menos 2010, dependendo da prorrogação ou não do contrato com a Endemol que ia originalmente até 2008.

Curiosidades:

· O Big Brother Brasil, desde a sua primeira edição, vem causando polêmica – uma das pretensões do programa, buscando visibilidade e audiência – por aqueles que são contra a exibição em horário nobre de atitudes cometidas pelos participantes do programa, que são ofensivas a valores e culturas de vários setores da sociedade brasileira.

· O Ministério da Justiça tem se mostrado especialmente atento a demonstrações de comportamento impróprio dos participantes em episódios de bebedeira, linguagem ofensiva e racismo. O programa, no Brasil, é classificado com impróprio para menores de 16 anos, e geralmente vai ao ar após as 22h.

· Pacotes de pay-per-view são oferecidos pela televisão por assinatura e pela internet, proporcionando uma cobertura de 24 horas das câmeras da casa.